CASTELO ONDE TE SONHO POESIA

CASTELO ONDE TE SONHO POESIA

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

INSIGHT - Soneto repentino


Insight (lucidez repentina...)



Num momento único de lucidez

Na psicoadaptação da vida

Percorri amores de anatomia

Mais que vinho de embriaguez!


Senti saudade do que foi ontem

Morri de saudade do amanhã

Hoje, cúmplice da vida irmã

Intimidade sabida: não contem!


Cântico de gratidão é meu lema

Não colho ódios, quero ser gente

Que ama a vida, bela no poema!


Insight, saltarei as pedras, insight

Não olho espelhos, vou em frente

Com o amor no olhar, magnificat!




PjCondePaulino (Agosto 2009)






35 comentários:

ANJA! disse...

bela imagem!!!
ódios trazem mais ódios...
por isso ao amar a vida,trazemos mais amor para nós e para os nossos...
paz e amor é o que te desejo,
belo aquariano!
beijos
ANJA

Pjsoueu disse...

Anja..

Bela amiga, obrigado pelo "encorajamento :)

beijos

Pj

Luciana P disse...

Um cântico de gratidão pela vida, pelo que temos, que construímos deveria ser mesmo o nosso lema. O problema é que sempre queremos um pouco mais, um sorriso a mais, uma palavra a mais, um gesto a mais, e é isso que muitas vezes nos frustra e até nos faz esquecer do que temos e do quanto importantes somos.
Adorei os seus versos de hoje.
Muito reflexivos!

Beijos!

Pjsoueu disse...

Luciana P...

Sei que me acompanha neste tom" onde a canção de gratidão é mais linda e vencedora!

Obrigado pelo seu gentil e fraterno sorriso:)

beijos!

Pj

sonho disse...

Tmos é que nos serntir em paz com nós mensmos...para seguir sempre em frente...
Beijo de um anjo

Pjsoueu disse...

Sonho...

Querida Anjo" Que a paz e a alegria vinda através do sorriso da alma, sejam uma constante no teu viver!

beijos

Pj

Mikas disse...

Como é que há palavras que quando se encontram entram tão dentro de nós? Beijo

Pjsoueu disse...

Mikas...

A Palavra é sempre a origem da "vida.

Quem encontras boas palavras, encontra vida na alegria da descoberta vivida:)

Palavras de amor, são falas" genuínas entoadas com a dicção perfeita do coração que as vive...

Beijos

Pj

Vieira Calado disse...

Si, meu caro!

A vida é por vezes bela...

mas apenas no poema!

Contudo... às vezes,

na própria vida...

Um abraço

Ailime disse...

Muito belo este poema.
Um autêntico hino de louvor e gratidão pela vida!
Um momento muito sublime.
Bem-haja.
Bjs.

Pjsoueu disse...

Vieira Calado...

Caro poeta,- não há duvida a vida é bela no poema ou o poema é belo na vida:?

Abraço

Pj

Pjsoueu disse...

Ailime...

Obrigado...obrigado..

A vida é tão valiosa.Porque milhentas vezes a desvalorizamos?

Vamos comemorar a vida...todos os dias:)

Um beijinho

Pj

Paula disse...

Nada como viver a vida com amor e amando a vida e aquilo que somos.
Beijos

DILERMArtins disse...

Mas bah, Pj.
A beleza da vida está no caminho, no caminhar...No poema, no poetar...

Dois Rios disse...

Querido Pj,

Lucidez sim, em alguns momentos. Inventar a vida através dos poemas é mais suave e delicado. Ela precisa. Nós também.

Beijo,
Inês

Quase nos 50 disse...

Por um mistério que ainda não decifrei existe uma razão qualquer entre a paixão e o vinho.......
Caminhar com o amor no olhar é bonito mas nunca esquecer os óculos de sol !
Um abraço

Carmo disse...

A vida é bela porque existe poesia.

A poesia é o condimento imprescindível à vida. é ela que nos pinta o quadro da mãe natureza e da natureza humana.

Beijo


Carmo

Cris Animal disse...

Saudades daqui....saudades de ler seu blog!
tanto tempo...vida louca....rs


Vc falando de saudade...
Dói muita vezes, mas muitas vezes pode ser a chance para voltar, para retornar, para fazer acontecer de novo.

beijos

Pjsoueu disse...

Paula...

Amar a vida no passado mas, olhando sempre esse futuro que é HOje:)

Um dia excelente lhe desejo
Beijos
Pj

Pjsoueu disse...

DILERMArtins...

A Vida está aí para ser vivida com a poesia que nos faz sonhar pintando nas telas da vida o que há de mais sublime: O amor!

Abraço

Pj

Pjsoueu disse...

Dois rios...

Querida Inês,
A Vida pode ser um poema, sempre que valorizarmos o que existe de mais lindo: O amor vivido com a autencidade sem medo dos preconceitos de quem, afinal, nºao sabe amar!

carinhosamente

Pj

Pjsoueu disse...

Quase nos 50...

lol" O Vinho da vida á a libertação dos sentimentos.´Quando isso acontece a embraguês nos empolga a viver com mais "loucura" onde a monotonia é passado:)

beijinhos

Pj

Pjsoueu disse...

Querida Carmo...

Gosto da poesia quando ela nos faz voar nas asas da alegria contida ou expansiva...como diz - e tão bem:
"A poesia é o condimento imprescindível à vida. é ela que nos pinta o quadro da mãe natureza e da natureza humana."

beijinhos

Pj

Pjsoueu disse...

Cris Animal...

Também j+a sentia saudade da sua presença; sempre tão expansva, gentil e presente.

Saudade é o amor anunciando a "fome de quem se ama...

beijinhos

pj

Pipinha disse...

Querido Pj,
A vida não tem muito sentido se não a olharmos com amor.
O olhar diz muita coisa, não mente, nem esconde! Através dele podemos ver o amor no seu brilho, difícil de disfarçar.
O único tempo real é o Hoje, que é um Presente valioso.
Amor sempre, em qualquer estação! :) (Love for all seasons)
Beijinhos carinhosos e abraço meiguinho.

sonhos disse...

Meu querido vizinho, aqui estou de novo deixando um beijinho, passarei para te ler com mais tempo.

Bjocas

Leonor disse...

concordo com tudo, realmente há muitas coisas boas no mundo :)
mas também muitas são as vezes que fechamos os olhos, e quando os abrimos só vemos o que é mau e ficamos com saudades do que é bom.

também tinha saudades de passar aqui :)
beijos

Pjsoueu disse...

Pipinha...


Concordo: A vida sem olhar de amor não tem sentido...

beijinhos

Pj

Pjsoueu disse...

sonhos...

Paulinha, minha vizinha,

Já sentimos saudade...Ainda bem que voltou..

Beijos

Pj

Pjsoueu disse...

Leonor...

Querida nina,
Há tanta coisa linda para viver...vais ver que logo isso vai ser uma realidade bem mais duradoira!

beijinhos

Pj

Ailime disse...

Muito grata pelos votos, a que fiz menção lá no meu cantinho.
Um beijo.

Pjsoueu disse...

Ailime...
Bom dia:) Eu é que agradeço a oportunidade..

beijos

Pj

Paula disse...

Pj,
Passei paradesejar um excelente fim-de semana:)
Beijocas

Pjsoueu disse...

Paula...

Mt. obrigado...:)
Também te desejo um fim de semana lindoo

beijossss

marilu disse...

Num tempo onde sentir-se só era uma constante, mesmo quando repleta de companhias nem sempre dispensáveis ou insignificantes, ele apareceu. Entrou aos poucos na vida dela, chegando pelas beiradas, lentamente tomando espaço. Cresceu em seu peito como alguma planta pouco efêmera, sem pressa ou necessidade de fazer-se notar.

E de repente ele era uma árvore enorme. Ultrapassara impiedosamente as pequenas plantinhas, há tanto predominantes no jardim quase floresta que era o coração dela. Crescera sobre o solo infértil de outrora, firmando-se em raízes imponentes sem, no entanto, sufocar gramado algum. Afugentou a imensidão vazia de seus medos e traumas, tornando-se a sombra pincelada por raios de sol de que ela sempre precisou. Não cobriu seu céu. Tampouco seus horizontes de sonhos, como alguns fizeram. Crescera apenas o suficiente pra ser bonito e necessário. O bastante pra ser sentido sem que isso pudesse machucar.

No peito dela cabia qualquer semente. Sempre andara com o coração aberto, um coração não raro de fácil acesso. Era grande também. Mesmo quando apertado e dolorido, jamais via-se sem espaço pra mais alguma coisa semear - isso não era problema. A dor vinha depois.

Quando se invade a vida de alguém é preciso calma. Cautela pra adentrar espaços que não são seus, bem como respeito pra fixar-se em algum lugar e fazer dele sua segunda morada. Pois que os jardins de dentro são frágeis e facilmente destrutíveis. É preciso que aquele que dele cuida, o dono do jardim, saiba quais sementes regar e, indispensável, é preciso que as sementes saibam responder com graça. Quando os dois se acertam, a planta cresce. Na medida, forte, delicada. E faz o respirar muito mais fácil.

Quando ambos, planta e jardim, entram em perfeita sintonia, sem atropelos ou ofensas silenciosas, é que a gente chama a enorme árvore de amor.