CASTELO ONDE TE SONHO POESIA

CASTELO ONDE TE SONHO POESIA

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

INANIDADE



Inanidade
(sem valor, fútil, vazio de...)



Eu sou o que sou por ontem ser
Eu sou a fé irmã da esperança
Sou o amor sem inconfidência
Sou o que sou por hoje ser...

Sombras de ontem me procuram
Nas névoas do tempo amargo
Tacteando eu vou, esperançado
Em Deus sem medo me acharam!

Sou o que fui, amanhã talvez...
Sou homem, sou luz e sou mar.
Sou o que sonha, e sem altivez!

Aprendo orgulhoso a humildade
Entre quedas na aprendizagem
Ah!Meu Deus,sinto-me inanidade!...




PjCondePaulino (Agosto 2009)

12 comentários:

Paula disse...

Adorei!!!
A propósito,a música também,Besame Mucho...
Quanto aos filhos é mesmo assim, também o meu em breve irá procurar o seu próprio caminho, como também eu o fiz...
Um grande beijo

Carmo disse...

Obrigada por ter visitado o meu espaço.
Como boa curiosa que sou(e também alentejana) vim ver os seus blogues e tive uma agradável surpresa.

Gostei muito. Parabéns. Eu ainda sou uma leiga nisto, ainda me falta ceifar muitas planícies para ter um blogue ou blog, como queira de bonita apresentação

Um abraço de uma alentejana de Baleizão e boas escritas.

Carmo

Me Myself And I disse...

Deixando aqui um beijo com sabor a Verão...

Cris Animal disse...

Acho que somos enigmas, magias a serem descobertas ou quem sabe, nunca desvendadas e isso é que torna a vida maravilhosa e intrigante. Bilhões habitando um mesmo planeta e todos....singulares.

Lindo poema.

beijo pra vc

Pjsoueu disse...

Paula...

Bom dia:)
Que bom que gostou...
Quanto aos filhos: No tempo certo eles tem de "ganhar asas" e voarem nos seus próprios sonhos!

beijinhos

Pj

Pjsoueu disse...

Carmo...

Seja bem vinda cara conterrãnea deste nosso Alentejo que nos apaixona a alma!

Volte sempre. Gostei de conhecer os seu espaço!

beijinhos

Pj

Pjsoueu disse...

Me Myself And I...

Que boa surpresa a sua volta a este lugar que gosta de recebe-la:)

Sim; como dizes somos enigmais e nisso está uma das maravilhas do ser humano, nada momontona...

beijos

Pj

Pjsoueu disse...

Cris Animal..

obrigado pela volta. Como já dissemos antes: anda bem que temos um certo egnimatismo...isso nos fa sentir a novidade de vida....

beijos

Pj

Ailime disse...

Um soneto muito inspirado onde a humildade do poeta abarca uma alma imensa de talento e generosidade.
Muito lindo.
Um beijinho.

Pjsoueu disse...

Ailime...

Com tanto elogios - se me visse de faces vermelhas - fico babadinho lol"

Obrigado. Quando é feito com o coração "sabe" bem melhor:)

Um beijinho carinhosamente!

Pj

Pipinha disse...

Querido Pj,
É nas quedas que aprendemos a ser humildes e termos consciência dos nossos erros. Errar é humano.
Cada um é como é. E quem gosta realmente de nós, aprende a gostar exactamente como somos.
Para mim, o Pj não é Inanidade, mas sim um pessoa com muito valor.
Obrigada por existires e seres como és!
Desculpa a minha ausência, mas quando não estou bem, é preferível não dizer nada, senão só sai é disparate :)
Beijinhos carinhosos.

Pjsoueu disse...

Pipinha...

Sim, nas quedas aprendemos...(se formos inteligentes...lol")

Obrigado por não me considerares "inanidade" . mas sei que por vezes sou...(quem não for que me atire a 1ª pedra..lol")))
Só os teus olhos para me verem melhor do que realmente sou,,

Obrigado pela amizade!

Bjos

Pj