CASTELO ONDE TE SONHO POESIA

CASTELO ONDE TE SONHO POESIA

sexta-feira, 18 de julho de 2008

Memórias, sabores e cheiros

***************fotos de Pj - Alentejo**************
*********fotos de Pjsoueu - Alentejo*******
Memórias - com sabores e cheiros


O meu Alentejo está a transpirar, pelo esforço despendido durante o dia, debaixo das asas do Sol avassalador, nesta terra abençoada.

Levanto o olhar na planície, cujo horizonte distante, me faz sonhar na viagem do tempo.

Vejo o ondular dourado das searas, dançando no ritmo lento, qual mar alto em dias de bonança.


Oiço a voz da minha mãe, a chamar-me, enquanto eu, no meu gargalhar de criança, brincava às escondidas, debaixo de uma parreira, com a minha melhor amiga.


Na minha memória, revejo as brincadeiras da apanhada – do jogo da “slitra”- da inteira ou do pião.

Sinto o cheiro do pão," acabadinho" de fazer no forno comunitário da aldeia; enquanto nós, crianças, disputávamos entre risadas, o jogo da “cabra cega”.


Escuto, através das ondas intemporais, a voz dos meus pais, a “fazerem” a açorda de peixe, com poejos, nas margens do rio Degebe; enquanto eu, a minha irmã e o “”faz no ninho”<, - o mais novo; agitàva-mos as águas para molharmos o que já estava molhado: "lol" - estávamos dentro de água -.;).:):)


Hoje, sempre que possível ainda comemos as “abençoadas ervas do campo” tal como faziam os nossos avós, desde tempos remotos, nesta terra abençoada.


Aquilo que hoje apreciamos como petiscos raros - alguns à beira do desaparecimento -, já mataram a fome a muita gente, no passado recente.


Refiro-me ás ervas do campo: - às frutas silvestres, aos cogumelos, aos poejos, beldroebegas, acelgas, agriões da ribeira, espargos, amoras das silvas, medronhos, figos da Índia, silarcas. - deliciosos aromas que temperam as nossas açordas e migas, os licores e aguardentes.


Hoje
é dia de vos convidar a visitar o nosso Alentejo: Vem, saborear demoradamente, os sabores inolvidáveis da natureza – Aqui, o tempo tem tempo, para, calmamente, desfrutar da liberdade de ser mais feliz, entre um abraço e um sorriso, num horizonte sem fim:):).

34 comentários:

Cila disse...

Olá Compadre:
Li este seu texto sempre com um sorriso nos lábios...relembrar o nosso alentejo é tão deliciosamente bom....ao mesmo tempo que o lia lembrei-me também da minha infância, das férias passadas na casa dos meus avós, das brincadeiras de criança, que para além de todas as que enunciou, lembrei-me também de brincar ás escondidas, que no alentejo chamam de escondarelos e da minha mãe fazer sopa de beldroegas, que ainda hoje adoro e de comer peixe da ribeira....e agora ficava aqui o resto da noite a relembrar...mas fico-me por aqui porque tenho de ir fazer o jantar, porque isto de falar de comida antes de comer, abre o apetite!
Boa noite!
Beijocas alentejanas cheias de doces memórias.

Pjsoueu disse...

Cila:)
Minha Comadrezita, sensivel em cada sentimento:)
Acredita que foi tb a pensar em si que escrevi este pequeno apontamento sobre o meu sentimento profundo e apaixonado pelo nosso Alentejo que de tantos é amado?!?

Boa noite:)
Beijocas alentejanas?--sao mais devagarinho??...lol..

Desnuda disse...

Encantador, amigo! Nostalgia gostosa! Amei!


Hoje estou transbordando de AMOR. Minha filhinha completa 22 aninhos. Te espero no Desnuda!

Ótimo final de semana.

Beijos

Pjsoueu disse...

Desnuda/Sam:)
Obrigado pela sua presença, aqui, mo Sinceramente:)

Quero dar-lhe os parabéns pela sua filhota neste dia especial para ela e para si:)

Um beijo do PJ:)

Susete Evaristo disse...

Nã há drêto vem aqui ma pessoa nas milhores das intensões e desata num berrêrro cas soidades ricalcadas.
Ó cumpadri confesso que senti os sabores e os cheros que o compadri menciona.
Prontos pra matar soidades hoje vô comeralmeçi. (aldrabado é certo mas vai ser o mé almoço) e ósdepois uns figos com caféi.
Vô já à rua buscar os preparos.
Béjinhos (ós 3)

Susete Evaristo disse...

E já agora faltam aí na lista: as tengarrinhas, os catacuzes, a hortelã da ribera, já que os coentros tempero imprescíndivel a qualquer alentejano são semeados.

Pjsoueu disse...

Susete:) Comadri"

Nâ Sinhora" Nã tô com suidades recalcadas; è assim umas lembranças dokagenti já viveu, lá atrás cando# éramos, assim a modos uns pirralhos..lol

Mas olhi que gosti" de recordari" esses momentos. São afinal, os sabores, cheiros e vivências da história de vida de todos nós, Alentejanos e outros associados..lol...

Claro Ke ainda havia mais ervinhas para referiri" mas taben" a comadre tem de fazeri algum esforço para ajudari aqui o Sê cumpari a alembrar.se de mais coisas do antigamenti" e dagora tambem...;);)

UM beijinho alentejano...do pj

Luísa disse...

Oh Comapdre boa tarde!

Gosto de o ler sempre, mas o post de hj tocoume mais.
Aqui a alfacinha desde menina passa uns tempos pelo alentejo, e sei como são os cheiros dessa terra, como são as águas da barragem, o sabor da açorda de peixe ou de coentros (há quem digas as "sopas"), os cheirinho dos poejos e da hortelã da ribeira que tão bem sabe numa caldeirada de peixe do rio...

O amigo pensava o quÊm? Que eu vivia de alface e pouco mais??:)))))))

Nada disso tenho descendência alentejana, conheço as "modas" e canto-as tambêm, conheço o cheiro, o sabor, a paisagem e digo muito,abençoados os alentejanos e o Alentejo.

Em Agosto espero poder estar uns dias "banhando-me" na Tapada, a barragem que envolve a bela Mina de S. Domingos, o compadre já lá foi? Se não foi vá... pergunte á nossa comadre Cila que há bem pouco tempo lá foi, que a moça é de Serpa mas na Mina é que ela tá bem:))

Deixo-lhe os mês bêjos pois tá claro e um xi coraçao á esposa e filhote.

Luisa

mundo azul disse...

...doces lembranças!!!
Você descreve as coisas, dum modo que desperta a vontade de conhecer os lugares e as situações...

Beijos de luz e o meu carinho!!!

Susete Evaristo disse...

Nã sê que se passa o meu comentairo fêto hoji à tarde não pegou ou milhor não ficô registrado e o quê dezia era:
Cumpadri é falo alentejano mas na folo xinês atão as soidades haviam de ser do compadri que ó que dêxa entender tá ai na planicie mai linda.
As soidades ricalcadas de quê fali sânas minhas.
Jé agora as sopas dalméci tavam munto boas

Susete Evaristo disse...

Ó pist pist cumadri Luisa, é aqui tamei sou de Serpa e o qué gosto dir à Mina, dô sempe essa volta quondo vou ò Pulo do lôbo.
Quonto às sopas sim sinhora são sopas porque tem sopas de pão, caso contráiro sã caldos mas mesmo os caldos (de pexe comó caldo do pexe da rebêra) levom sopas ca gente sem pão nã passa.

Pjsoueu disse...

Luisa:)Comadre Alfacinha....:):)

Eu sei,que é muito mais que alface..lol - Por isso senti que desse lado há o também o perfume da natureza vinda através da sua ascendência Alentejana;)

A Luisa minha amiga sabe o que é bom nesta terra que nos apaixona.:

Quanto aos banhos na "Tapada"; infelizmente "inda num conheço...( eu vivo mais a norte ( O Alentejo é munto grandi Melheri"..lol

Mas, quem sabe; um dia encontro lá as minhas comadres todas a que modos nos banhos...lol..

E quanto ás modas, um dia quero ouvir essa voz de rouxinol repicando o canto" .lol

Bejos do Cumpadri e da famelga.

Pjsoueu disse...

Mundo Azul; muito obrigado pelas sua palavras.

Eu teria todo o prazer em apresentar-lhe este meu Alentejo". Sobre ele escrevo com o coração:)

Carinhosamente, PJ :)

Pjsoueu disse...

...Susete, Cumadri"AI as sopinhas de ALOmeci" tavam boas??? hum e nem me deu a provari?::.num seja garganera""" lol... esta melheri é cheia de apetiti"....

SIm sim. gostamos munto de sopas na açorda e açorda na sopa..lol...

Sem panito nao passamos...:)

beijos com sabor ao Alentejo:)

Paradoxos disse...

Um forte abraço amigo!

Pjsoueu disse...

Paradoxos:
Amigo, o abraço dos audazes determina o sonho da vida, na plenitude da verdade, em cada gesto, influenciando o futuro tão desejado.

Obrigado pela visita. gostei do seu "paradoxos"

um abraço - Pj

Vieira Calado disse...

Gosto de tudo isso; só não sei o que são silarcas.
Você abriu-me o apetite...
Bom Domingo!
Um abraço

Susete Evaristo disse...

O Alentejo é um país!
Até de uns lugares para outros as falas são diferentes.
Na minha terra os cogumelos tem vários nomes mas nunca lhes ouvi chamer "silarcas" embora conheça. Mas cuidado com eles.
Nessa questão eu vou mais para os "champinhons" não são a mesma coisa mas são de cultura e não há o perigo do veneno.

Pjsoueu disse...

Vieira Calado:

As "Silarcas" são da família do cogumelos. São silvestres; enquanto estão debaixo da terra são usados na sopa de feijão; com ovos no "Calducho" sei lá.. em tudo que quiser. Depois de crescerem e ficarem no Exterior - Já abertos, são óptimos assados:) Regados com um "Reserva tinto Monsaraz" - lol..delicia...

Vieira, um abraço.Pj

Pjsoueu disse...

Susete:

Comadre: Imagine que, dentro da mesma cidade, há sotaques de "alentejanês" diferentes; quanto mais em todo o Alentejo.

É uma riqueza cultural

Bem bem..quanto ás SIlarquinhas"_ desculpe lá minha comadri" mas não as troco por cogumelos "Champinhons" nem qualquer outro...lol

Nas minhas 4 décadas de vida aprendi a conhecer muito bem as "Silarcas".-...Colhe venenosos quem não sabe - mesmo -, o que são as verdadeiras "Silarcas....lol

Para quem sabe são inconfundíveis; tanto pelo aspecto, cheiro e a forma como e onde nascem..etc.;)

( ui eu a "armar-me em espert nesta matéria..lol...)))

Um beijo carinhoso de se cumpadri- Pj:)

meu cantinho disse...

olá, boa tarde :))
Bonita a tua comparação da searas com o mar .
recordações de crianças quem as não tem :)
Amoras das silvas ainda hoje faço esse maravilhoso doçe "os miudos "adoram .
Açorda,e migas não gosto pelo mesmo as que são feitas aqui .
Claro que as daí do alentejo devem ser diferentes .

um beijo de amizade:)

Pjsoueu disse...

O meu cantinho:

Paula, eu sou suspeito pelo amor que tenho à minha região.Posso viajar por várias regiões do mundo; mas, o meu Alentejo é de paixão::)

Quanto ás migas e açordas, claro que nem toda a gente gosta; mas quando são feitas aqui, tem outro sabor, pode crer:)..lol

bjos do Pj e familia:)

Bruxinha disse...

Como eu também adoro o Alentejo, tenho alguns sitios onde vivi momentos muitos bonitos, momentos de infância, onde é tudo maravilhoso, guardo lindas recordações e descrito desta forma, é impossivel ficar indiferente:)

Bjokas

Pjsoueu disse...

Bruxinha:) Bom dia:)

O Alentejo é sem dúvida, um lugar especial...:) -Não retirando o valor ás outras regiões do País naturalmente;)-

bjos e obrigado pela sempre aprazível visita:)

Luísa disse...

Muto Bom dia Compadre!!!!!!!

COmo tá vomecei??? Bem disposto?

Eu cá tou mais contente agora porque daqui a duas semanas .. ala moça que vai de férias!

E por falar em férias convido-o a passear no meu cantinho... vai ver como tb é lindoo "meu" alentejo!

E olhi como é 2ª fêra.. Vá de Bêjos repenicados!

:))))))))))))

Luisa

Pjsoueu disse...

luisa:) BOm diaaaaaaaaa.....Boa tardeeeeeeee e já agora, boa noiteeeeeeeeeeee....e bejos repenicados,,bem barulhentos....lol



do sê cumpadrii...PJ

Filipa Sousa disse...

Olá Pj

É sempre bom relembrar o passado, especialmente quando esse passado nos traz boas recordações, parece-me que é o teu caso, fico feliz por isso.

Bjinho grande

Cila disse...

Alôooo compadri...passei para lhe desejar uma boa semaninha, assim devagarinho...com muito calma, para não cansar :). Já agora, siga o conselho da Luisita e vá conhecer a mina, que é fantástica ;)
Beijocas

Pjsoueu disse...

Filipa:

:) Sim as minhas lembranças são de felicidade e não de um saudosismo tristonho:

São memórias que ainda hoje revivo com os meus familiares:)

Obrigado pla tua constante simpatia ternurenta, reflectindo um coração bom:)

carinhosamente- PJ

Pjsoueu disse...

Cila: MInha comadre mais doce e simpática:)))

Também lhe desejo uma semana "Carregadinha" de felicidade...mas devagarinho...ahh nã quero a Comadre com "cansêra...lol

TO cheio de curiosidade de conhecer a tal "Mina" tão falada por minhas comadres...lol..Tenho de ir lá...ohh se tenho....:)

JInhos do PJ e famelga":)

de dentro pra fora.... disse...

É impossivel de ler sem ter um sorriso nos labios...sorriso que tem o sabor da infância vivida com alegria de uma casa cheia, não de bens materiais mas de calor humano,...do calor do pão feito pela minha mãe,...que saudade boa de sentir :))

Pjsoueu disse...

DE:)

É aquela saudade que não entristece. Faz-nos sorrir pela presença constante dos nosso em cada lembrança das coisa jà vividas com tanto amor:)

bjos do PJ e família:):)

Xinha disse...

Pjsoueu ...
Adorei o texto.
Gosto da forma explicita como descreve lembranças ... eu consegui imaginar a cena...
e iamginei tão bem.. que fiquei com fome... huumm... :)
Ainda por cima, eu que tanto adoro o Alentejo...

Xi-coração

Pjsoueu disse...

Xinha:)Brigado:

Eu penso que escrevo com o coração; - pelo menos é isso que sinto....:)

Ainda bem que te abri o apetite;.."..lol".

Vem doce Xinha ao nosso "lintejo" desfrutar da natureza, simples e bela como ela é:)

Como sempre, adoro a tua visita. Bjos do Pj e Familia_:)