CASTELO ONDE TE SONHO POESIA

CASTELO ONDE TE SONHO POESIA

quinta-feira, 3 de julho de 2008

"Matrimonio/Casamento"??


Matrimoniar: Ligar-se pelo matrimónio –= Casar-se.


Casamento:contrato celebrado entre duas pessoas que pretendem constituir família em conjunto; matrimónio


Esposa= Nome feminino = Mulher em relação à pessoa com quem casou

Esposo: nome masculino = Homem em relação à pessoa com quem casou.


Casamento/Matrimonio, Homossexual”!??


A Associação Obra Gay – Opus Gay reivindica o casamento entre duas pessoas do mesmo sexo, assim como outras organizações, incluindo alguns partidos políticos da ala mais à esquerda do espectro político nas democracias ocidentais.


As Igrejas Cristãs dum modo geral argumentam que o casamento é uma importante instituição divina, por meio da qual se estabelece uma aliança entre os nubentes (homem e mulher) e Deus, aliança essa de suma importância.


Jesus Cristo atribuiu ao próprio Deus as palavras que figuram no Gênesis: "Não ouvistes que, no princípio, o Criador os fez varão e mulher? Disse: por isso deixará o homem o pai e a mãe e se unirá à mulher, e serão dois numa só carne." (Mt. 19, 4-5) Com efeito em Gen. 2,24 vê-se: "O homem deixará seu pai e sua mãe, e unir-se-á à sua mulher, e serão dois numa só carne." e, ainda, "não separe o homem o que Deus uniu" (Mt. 19,6).


Vós, maridos, amai as vossas mulheres, como Cristo amou a Igreja( dando a vida por ela - "Esposa". (Ef 5, 25) ...


Deus chamou-os no Matrimónio a uma íntima comunhão de vida e de amor entre si, "assim, eles não são mais dois, mas uma só carne" (Mt 19,60. Ao abençoá-los, Deus disse-lhes: "Sede fecundos e prolíficos" (Gn 1,28). Crescei e Multiplicaivos...


A minha opinião:


Considero que o Casamento/ matrimonio tem a sua origem na comunhão Homem-MulherMasculinoFeminino. Por isso existe Humanidade, a prova é que estou aqui..lol


Perante isso não acho plausível as reivindicações homossexuais para “usurparem” o significado original e verdadeiro do matrimonio/ casamento : Homem +Mulher= Filhos do seu amor ( no cenário ideal).


Para confeccionar um saboroso leite creme, é necessário Leite e Gemas de ovos.

Leite com leite só resulta em mais do mesmo....Quer dizer: não há “leite creme”, não há casamento nem vida nova.


Se duas pessoas do mesmo sexo, dizem amar-se e querem viver juntos, que vivam juntos. Se pretendem usufruir dos direitos civis, fiscais e outros semelhantes aos casais Heterossexuais - não é definitivamente a minha praia -, mas " respeito as "vontades".

Mas por favor não lhe chamem "Matrimónio/ Casamento" pois essa "Instituição! nasceu para juntar Homem- Mulher; não queiram introduzir outro cenário.


Não Usurpem nem queiram o que não tem direito. Chamem-lhe o que quiserem: União- de-facto e sem facto, unidade, sociedade, ajuntamento, sei lá....mas... casamento/ Matrimónio; não Concordo. A cada um o seu dono. É como querer pertencer à equipa de futebol quando afinal somos do grupo da natação; ou chamar Sol ao Mar e Mar ao Sol. Não. O Sol será sempre o Sol e o Mar nunca deixará de ser o Mar.


30 comentários:

Luisa disse...

Bom dia Compadre,

Aqui está um post que promete comentários df e controvérsias.

É um tema pertinente sem dúvida.

Na minha opinião não é o "casamento", seja religioso ou civil, que formam um casal e a constituição da familia.
Mas sim o viver em comum com...

Se fosse hj eu não me teria casado compadre, porque assinar contratos é mais com o banco para o empréstimo da casa... A sério, não porque esteja de mal com o casamento, mas sim com as imposições da sociedade.(Aos 21 anos não pensamos, fazemos o que nos dizem...)

Por conseguinte, penso que as pessoas no geral hetero ou homossexuais, têm o direito da escolha...

E não somos nós comuns mortais, com defeitos e qualidades, que devemos impedir ou permitir uma escolha de vida.

Nem sp o que é bonito socialmente é verdadeiro, mas o amor quando é de verdade vale pela sua essencia e não pelo que a sociedade pre definiu como o correcto.

Compadre, sendo eu uma mulher de Fè, acredito que Deus seja mais benevolente para os homossexuais e heterossexuais, que o ser humano, e o que Ele disse, e a Biblia refere, foi escrito pelo homem, não por Ele...daí que eu fique sp com duvidas com algumas interpretações do Seu Livro.

E posto esta longa prelecção dou-lhe os parabens pelo magnifico post que nos deixou hj.

Vai de abraços e bêjos para si e linda família, aqui da alfacinha!

:))

Luisa

Clecia disse...

Este tema é bastante polêmico. Respeito a decisão de cada um, embora não concorde com o casamento gay. Tudo bem que queiram viver juntos, mas daí a casar... Bjos e um ótimo dia!

Coragem disse...

compadre, li, mas não vou responder...agora!

Preciso encontrar as palavras certas, devido ao respeito que sinto por si.

Digo apenas que esqueceu a palavra chave...AMOR!

Até logo

Cila & Di disse...

Olá "cumpadri"...este é um tema muito dificil de comentar sem ferir susceptibilidades...por isso...vou abster-me de comentar e deixo somente as minhas habituais beijocas alentejanas!!!
Cila

Pjsoueu disse...

Luisa: Amiga Alfacinha:):).. do sorriso aberto, e franco....

Clecia: Sempre Gentil em cada deta-lhe..

Coragem: Comadre dos sentimentos objectivos, verdadeiros e envolventes....

Cila: A Comadrezita Poetisa que am cada palavra coloca musica na doçura do "Ser"...

É sempre um prazer recebê-las e ler nas linhas e entrelinhas o que pensam e sentem em cada situação do "Universo" onde vivemos.

Claro que o meu propósito, com este tema, foi levantar "polémica respeitadora" para saber mais um pouco acerca dos amigos (uns mais que outros) que me visitam.:)

Eu penso que, de alguma forma, sabem que sei o que quero e para onde quero ir... (quase sempre..lol..))

Sabem que tenho um respeito enorme por todas as pessoas sejam elas Homossexuais, heterossexuais, do norte ou do sul amarelos ou vermelhos, religiosos ou sem religião.

No entanto costumo ser muito claro no que penso, defendo e tento viver em cada dia.

E, como já notaram, não vou atrás do politicamente correcto, só para agradar a maiorias - Para vos respeitar e demonstrar a minha amizade, devo ser nítido e verdadeiro. Só assim demonstro o quanto pode ser importante a amizade, seja em que nível for.

Sublinho que, acima de tudo vos admiro muito seja qual for a vossa opinião. É na diversidade de ideias e conceitos que nos aperfeiçoamos e vamos descobrindo o grau de inteligência vivencial daqueles que gradualmente sentimos perto de nós, mesmo por esta via - Virtual-Real.

E, por favor.. sei que algumas vezes não respondem porque me respeitam e jamais me querem ofender ou magoar.



Mas, perem lá...se puderem tocar na minha pele podem ver que - Não sou de vidro -..lol.

Os temas difíceis tb são para serem debatidos, com a elegância e elevação que nos caracteriza - por isso estão no meu Rol de amigos.

Desejo-vos um dia lindo quase tanto como os vossos sorrisos:):):):))))))))))))

ONDINHAS disse...

Pois este � um assunto delicado!

respeito as pessoas, a sua forma de ser e de estar...

sonhos disse...

Respeito a opinião de cada um e seu modo de viver.


Bjs

Pjsoueu disse...

Ondinhas: sempre na onda do bom senso e alegria de viver.:)

Sonhos: Com os seus recortes de bom gosto em cada franja da vida:)

Quanto ao tema : É esse o meu lema: Respeitar a todos mas nunca descurando a nossa liberdade de expressão na senda das harmonias, se possível..

Bjos do Pj:)

meu cantinho disse...

É um poste dificil de comentar, cada um deve viver como é feliz, e se depender dessa felizidade casar porque não??

Penso que muna sociedade que vivemos actualmente a religião por vezes não se ajusta muito bem pois vejamos :

A propria igreja é contra o presevativo,mas devido as doenças sexualmente transmissíveis que hoje existem, será o mais correcto?

MAS se me pergunta-se se era a favor do casamento entre heterossexuais eu diria que sim .


E já agora tambem posso dizer que fui a favor do aborto quando saiu o referendo ,claro que as opnio~es se dividem mas a tantas criancas que vem ao mundo e que não são amadas .

Será correcto ter esses filhos e deixa-los muna instituicão ??

Lembro de mais uma passagem um dos meus irmãos não é casado pela igreja e claro que mais tarde teve uma filha eu como madrinha quis batizala pela igreja mas como o meu irmão não era casado pela igreja o padre da minha freguesia não a batizou ,tive que ir a outra paroquia com uma direção falsa para batizar a miuda .
Acha correcto ?
Eu não ate porque a miuda não tem culpa.Ate porque tive que mentir etc..etc...

Desculpe se fugi um pouco ao poste.


Um beijo extencivo a familia e bom fim de semana

Pjsoueu disse...

Meu cantinho:

Paula:)Muito obrigado pela coragem de dizer o que pensa: Assim Sim...lol

Respondendo ao que escreve e pensa, (digo o seguinte:

1º Sou cristão, mas não sou católico romano.

2ºPara ser feliz não é necessário usar a instituição "Matrimonio" pois essa, desde a sua origem pertence ao enlace :Homem + Mulher.(ver historia das origens)-leia mais uma vez o meu post) lol..

3ªAcerca da posição da "religião" ((está a referir-se aos Católicos)). - Não usar preservativo é falta de bom senso - Não há fundamento doutrinário ou cientifíco para tal posição. Concordo consigo.

4ºPaula, quanto ás regras da religião ( não sou religioso católico) penso que ninguém é obrigado a ser religioso. Se querem usufruir das benesses dessa religião tb devem que aceitar as regras. vale a pena pensar nisso:).

5ºQuanto ao aborto; se já leu os arquivos do meu post, sabe perfeitamente que, por principio, - Não Concordo com o Aborto -.

Em 1ºlugar:Considero que ninguém tem o direito de tirar a vida. A própria Ordem dos Médicos acabou de aprovar o novo Código Deontológico onde, na alínea aborto:Diz claramente "Primeiro que tudo defender a vida- ( com a ressalva da obrigatoriedade da lei do País).

2º A "desculpa" da fragilidade económica ser motivo para não permitir a vida da criança, é sintoma de egoísmo bem patente na sociedade actual, colocando "O Material" à frente do valor supremo da vida.

SE assim tivessem feitos os nossos avós e pais muitos de nós não existiria-mos para contar( e como sabe as condições de vida eram muito mais difíceis do que os dias de hoje), apesar da crise actual.

Viva a vida e deixe viver mesmo que, com o sacrifício solidário de todos nós.

UM beijo do seu amigo Pj e "famelga , para si, Paula e família com o desejo de melhoras para o maridinho ..

meu cantinho disse...

Eu li e fiquei na duvida se respondia ou não ,fui sincera(alias como sempre sou) e o meu lema da minha vida quando os filhos comecaram a vir foi tudo se cria :)visto que tenho 4 .
Mas actualmente e visto que pretenço a um grupo onde a bastantes jovens da para ver que não te a maturidade para ser pai ou mãe aos 16ou 17 anos raro são as excepção .
Tentamos criar a nossa maneira mas nem sempre eles acatam essa educação .

um beijo

Pjsoueu disse...

meu cantinho: Paula Um beijo por ser que é:

com toda a amzizade: Pj

Coragem disse...

O problema aqui consiste Pj, que eu ao responder a este post, corro o risco de ser incorrecta consigo por isso preferi não fazê-lo.

O que me ocorre defenir a sua opinião sobre este assunto é de preconceituosa.

Também me considero uma pessoa cristã, não nas palavras, não com a minha ida a uma qualquer igreja, não com a minha devoção à biblia.

Mas nas minhas acções diarias, naquilo em que me comprometo a fazer, como cidadã, como humana.

Faço a minha caminhada, não a pensar apenas em mim, marido e filho, mas nos que me rodeiam, como amigos, vizinhos, conhecidos e afins.
Tento praticar o bem, não por ficar bem aos olhos dos outros, mas porque sinto necessidade, não me refiro aos escuteiros nem aos bombeiros...Nem a outro qualquer grupo de pessoas que teem nome.
Faço tantas vezes com a mão direita o que a esquerda nem sonha.

Isto como introdução ao verdadeiro assunto.

Se eu, sou assim, sinto assim, teria lógica ser contra ao matrimónio de dois seres que se amam? para mim são dois seres, pouco me importa se homem/mulher
homem/homem ou mulher/mulher.

O que me incomoda a mim ou a humaninadade que eles pretendam se casar? Em que aliviam ou prejudicam eles a fome no mundo?

Interferem na paz mundial?

Como posso eu querer ser feliz, pretender a felicidade de todos e depois excluir alguém só porque são do mesmo sexo?

Achar bem que as pessoas se juntem, se amem, se qq coisa, mas desde que longe, de tudo aquilo a que eu tenho direito, só porque sou considerada pela sociedade "normal"

Não compadre, não entendo, aceito a sua opinião. Aceito, porque não caio no preconceito, porque não tenho ideias preconcebidas de biblias, religiões, partidos politicos.

Tenho a minha forma tão unica de pensar, digo que todo o ser humano tem direito à felicidade desde que não prejudique ninguem.

Um beijo

Pjsoueu disse...

Coragem:

O ser mais ou menos incorrecto comigo não é o ponto mais interessante neste momento.

Peço-lhe que pense na SUA RESPOSTA IMEDIATA - aquela que lhe ocorreu EFUSIVAMENTE, qual seta tentando acertar no alvo -,

Foi que considerou "PRECONCEITUOSA" A MINHA OPINIÃO, referindo posteriormente, que tenho ideias preconcebidas por causa leituras bíblicas, religiosas ou outras.

- Não pensou que considerando a minha opinião "Preconceituosa", ESTAVA EXACTAMENTE A SER O que prontamente me acusou?=??

Sabe que é nas reacções imediatas que vamos conhecendo as pessoas?

Sabe que nem leu cuidadosamente tudo o que escrevi?

Sabe que sendo um leitor estudioso do natural e tb do Divino, nem cristão nominal sou?=?

Sou um cidadão Cristão ( e não me envergonho de ser) que defende ideias com as obras ( ainda que sempre insuficientes??


) Obras de solidariedade: Pessoal, via Empresarial e através de actos musicais onde participo.?

Sendo solidário com as minorias? com Homossexuais, toxicodependentes partilhando e confraternizando sem preconceitos?

Sabe que na minha Família, por afinidade, existem pessoas " dessas minorias? e que usufruímos uma amizade sincera e interessada??

Sabe que por conhecer os sentimentos e as realidades dos chamados grupos de risco do "preconceito",
Tenho autoridade moral para defender o que penso? considerando que a minha opinião não é preconceituosa mas é a minha opinião?

Sabe que ( nunca anuncio o que faço) mas faço-o agora:

- Sabe que tenho feito muito (quero fazer mais) para tornar muitas dessas pessoas mais felizes, através da minha presença e de algum modo através da minha maneira sincera de ser? - e que quem comigo convive sabe que luto contra tudo que considere injusto perante os mais "fragilizados?

Sabe que mesmo assim continuo a ser livre=? e que não julgo _ ou pelo menos tento evitar um julgamento sobre o que mal conheço?

Sabe que, se considero que duas pessoas do mesmo sexo, dizem amar-se e querem viver juntos,-que vivam juntos.

Se pretendem usufruir dos direitos civis, fiscais e outros semelhantes aos casais Heterossexuais - não é definitivamente a minha praia -, mas " respeito as "vontades".




Não queiram ser o que não são, mesmo por respeito próprio.

Chamem-lhe o que quiserem: União- de-facto e sem facto, unidade, sociedade, ajuntamento, sei lá....Mas, Matrimónio; não Concordo. A cada um o seu dono.

É como querer pertencer à equipa de futebol quando afinal somos do grupo da natação; ou chamar Sol ao Mar e Mar ao Sol.

Eu tb podia querer Ser alfaiate e usufruir desse titulo - mas não é a minha profissão- porque hei-de querer um titulo que não me é licito=?...simplesmente porque não sou alfaiate ...mas empresário noutra área...e como tal,o que defendo é SIMPLESMENTE UMA QUESTÃO DE TÍTULOS...

SE eu tenho um Diploma de Engenheiro porque hei-de querer Usurpar o Título de Médico?

não posso.....

Porque ??

Paula - Coragem - Eu compreendo que queira que todos sejam felizes - TAMBÉM EU-

MAS TUDO TEM O SEU CAMINHO....

Se eu quizer naturalizar-me "Espanhol" tenho de proceder e registar-me como cidadão Espanhol..

Se eu Quero Ser e Festejar O MATRIMONIO terei que seguir os preceitos dessa Instituição, simples como isso.

Se eu quero ser Benfiquista Não vou usar e festejar as vitórias d!outro clube.

Enfim ; Paula, não quero que se converta" ás minha ideias, mas por favor não me chame de Preconceituso só porque tenho tenho "Princípios" diferentes.

E só estranho a sua Acusação quando eu tenho escrito tanto acerca do((( " posso não concordar mas respeito)))

Que todos sejam felizes mas sem medo de dizer que pensam _ isso é ser um pouco mais feliz.

beijos do Pj

instantes e momentos disse...

muito bem feito seu post. Gostei. Otimo tb seu blog. Parabens

instantes e momentos disse...

muito bem feito seu post. Gostei. Otimo tb seu blog. Parabens

Susete Evaristo disse...

Compadri esqueces-te uma definição comprometimento ou prometimento.
É que eu não concordo com a definição nem com o acto do contrato do matrimónio.
Quem se ama não precisa de um documento que o ateste. A cumplicidade, o amor, o respeito, são aquilo que considero essenciais para que duas pessoas constituam familia.
Aliás nas passagens biblicas que descreves em nenhuma surge a palavra casamento mas sim a união de homem/mulher.Só assim tem algum sentido a expressão "fazer amor" de outra forma é apenas sexo.
Aceito que cada um seja livre de viver segundo a sua vontade por isso não me incomoda que duas pessoas celebrem um contrato de empresa familiar, agora que lhe chamem de matrimónio, com a definição que a palavra tem isso já não concordo.

Pjsoueu disse...

Instantes e momentos:

Roberto, Muito obrigado pela sua visita. Acabei de visitar um dos seus blogs e considero-os de muito bom gosto; com um elevado sentido estético.

Volte sempre.

Pjsoueu disse...

Susete:
Minha Comadre, na verdade eu nem me preocupo em discutir a "Forma legal" do casamento; isso depende do País, da época, ou da cultura de cada povo.

Claro que eu, como vivo numa sociedade ocidental, casei naturalmente ( com muito prazer ..lol)) segundo as leis deste país.

No chamado "religioso" casei segundo as regras do cristianismo,

PORQUE ME CONSIDERO CRISTÃO E NÃO POR QUALQUER IMPOSIÇÃO LEGAL, RELIGIOSA OU POlÍTICA. O que faço é livremente.

Agora quem não quer casar,pelo religioso ou plo civil, é uma liberdade que lhe assiste.

È TÃO BOM SERMOS LIVRES... NÃO É?

No entanto, volto a dizer: Se alguem quer o casamento Cristão ( nao falo só no católico)..Tem de seguir os preceitos do manual Cristão- a BIblia.

Se não quer seguir esses "preceitos" naturalmente tb nao deve nem é justo, aliás é mesmo contraditório, QUERER CASAR QUANDO NÃO CONCORDA COM O CASMENTO.

Um beijo do seu compadre, Pj

Filipa Sousa disse...

Oh lá lá...grande tema e grande "discussão" sobre o mesmo.

Pois é as opiniões divergem, porque o ser humano e ainda bem, tem diferentes formas de ver as situações, se assim não fosse isto era uma "ganda seca" porque era so lançar o tema e todos concordavamos com ele.

Olá Pj, eu concordo contigo, aliás sem querer ferir susceptibilidades, eu vou mais longe, eu respeito porque não faz parte da minha educação desrespeitar seja ele quem ou como fôr, mas não sei bem se pela educação que recebi, eu tenho muita dificuldade em aceitar a homosexualidade.

Eu estudei em criança num colegio de freiras(não, não sou nenhuma santinha, aliás costumam brincar comigo a dizer que se é assim que se fica, nunca os meus amigos colocarão os filhos num colegio de freiras...hehehehe)mas talvez por isso ou não, eu acho que cada macaco no seu galho, não considero de todo uma doença, vejo antes isso, como uma carencia que a pessoa, possa ter tido ou mesmo até para se afirmar por alguma situação do passado.

Certo é que eu não gosto de ver, dois homens ou duas mulheres aos beijos, nesse aspecto sou muito tradicional, respeito, não ofendo ninguém, mas não gosto de ver.

Como é obvio também não concordo com o casamento entre homosexuais, o que dirá com a adpoção de crianças, isso então acho inconcebivel.

Mas este é o meu ponto de vista é a minha opinião.

Beijo grande Pjsoueu.

Pjsoueu disse...

Filpa; Bom dia e muito obrigado pelo teu comentário.

Efectivamente não há que condenar ninguém.
No entanto não somos "obrigados" a concordar seja com o que for com o qual não estejamos de acordo. Como vês este é um assunto polémico, embora para mim a polémica esteja só na cabeça das pessoas.

Como tu dizes: "cada macaco no seu galho"...salvo seja...lol

f@ disse...

Olá,tema mto polémico...mas eu aceito sim qualquer união desde que exista amor...
obrigada por ter ido às nevens bj

Xinha disse...

Post forte e muito sujeito a criticas...

Temos liberdade de expressão e com ela a de escolha também.
Somos livres e o coração além de não escolher idades... também não escolhe sexo... o amor é cego ;)
Respeito cada individuo e a sua vonatde, mas no meu intimo,não concordo com o casamento entre homosexuais, nem a adpoção de crianças..
Mas, não somos todos iguais e há que respeitar.

Xi-coração

Luisa disse...

Bom dia...

Espero que tudo esteja calminho por aqui, apesar do post polémico... Posso ir entrando?:)

Então arrisco apenas um bom desejo de boa semana, dado que já emiti a minha opinião aqui sobre este assunto.

Beijos compadre e escreva lá outro post pa podermos comentar!

Luisa

Luisa disse...

Bom dia...

Espero que tudo esteja calminho por aqui, apesar do post polémico... Posso ir entrando?:)

Então arrisco apenas um bom desejo de boa semana, dado que já emiti a minha opinião aqui sobre este assunto.

Beijos compadre e escreva lá outro post pa podermos comentar!

Luisa

Pjsoueu disse...

Luise: Em francês é mais fino..lol

O nosso coração está bem calminho...:)

A Comadre Alfacinha pode entrar sempre que o desejar: Já possue a chave da harmonia da amizade:)..

Considero que nenhum post é polémico; as pessoas é que são mais ou menos polémicas..lol...

Nós só temos de emitir opinião; se a tivermos é claro..lol...

Um beijo do se Cumpadri dos Alintejos:)

Pjsoueu disse...

XInha:

Obrigado pelo seu comentário:É na liberdade individual que encontramos a liberdade colectiva; jamais deixando de apresentar a nossa livre opinião:)

beijos e uma semana linda.

Pj

Pjsoueu disse...

F@:~~
Muito obrigado plo comentário.

Onde o Amor existe há liberdade...

beijos do PJ. Volte sempre.

carpe vitam! disse...

Na minha opinião, o matrimónio não passa de um antiquado contrato legal entre homem e mulher abençoado pela igreja. Diz que é suposto haver amor entre os dois e que são um do outro. Eu questiono se pode haver Amor quando as pessoas são propriedade uma da outra. Eu não acredito no matrimónio. Acredito na União, acredito na Partilha, acredito que as pessoas podem escolher viver juntas de livre vontade e ter liberdade para mudar de ideias se assim o decidirem e terem benefícios fiscais por se amarem e partilharem o mesmo espaço. Acredito que assim o Amor pode fluir. Se é entre pessoas de sexos diferentes ou do mesmo sexo, é absolutamente irrelevante. Se pretendem ter filhos ou não, também não me interessa. Não deixam de ser família se escolherem não o fazer ou não puderem. Família é escolher estar junto.

Agradeço teres passado pelo nosso cantinho e teres deixado a tua opinião. vim apenas retribuir com sinceridade :-)

Pjsoueu disse...

carpe vitam, obrigado pela vossa visita e pela opinião sincera:)